“Nacional” de Ralis…

7 10 2008

Não podia deixar de passar as últimas novidades sobre o nosso Campeonato de Portugal de Ralis.

Como alguns já devem saber, a FPAK lançou diversas propostas para o Campeonato do próximo ano, algumas das quais se podem considerar bastante interessantes.

A criação de uma nova categoria dedicada aos veículos de 2 Rodas Motrizes e até 2 Litros (entre os quais os Kitcars de 2 Litros, S1600, entre outros) levanta a possibilidade de utilizar veículos que estivessem “encostados” por falta de um campeonato aonde pudessem participar e/ou a perspectiva de passar de um campeonato secundário (cada vez mais principal…) como o Campeonato Open de Ralis, para o patamar mais alto dos Ralis em Portugal.

Além disso, o facto de este campeonato apenas de desenrolar nas provas continentais leva a uma substancial redução dos custos de preparação da equipa para o campeonato.

No entanto, não posso deixar de pensar que algo mais poderia ter sido feito.E o exemplo não está longe, bem pelo contrário…

O caso de Espanha é um exemplo que deveria ser considerado, tal é a sua popularidade no pais vizinho.

A divisão do campeonato principal em duas categorias distintas (Campeonato de Terra e Campeonato de Asfalto) permite uma redução enorme dos custos de preparação dos veículos.Além de apenas precisarem de uma única especificação de suspensões para utilização em todo o campeonato (asfalto ou terra, conforme o campeonato escolhido), evitam a alteração da mesma ao longo em qualquer ponto da época e reduzem a quantidade de stock necessário para a manutenção do veículo. A quantidade total de pneus necessários para uma época inteira também é  reduzida e os testes de adaptação dos veículos às novas especificações montadas também resumem-se ao estritamente necessário.

Não se deve esquecer também que existem muitos veículos que não podem usados, quer por patente falta de competitividade,quer pela falta de suspensões com especificações para terra (sendo o actual Porsche 997 GT3 do Mex Machado dos Santos é o exemplo mais flagrante)! Desta forma, é evidente que muitos participantes se irão auto-excluir de qualquer luta no campeonato, não havendo por isso qualquer retorno viável do investimento efectuado!

Juntamente com este facto, se tivermos em consideração os preços de inscrições bastante baixos e possibilidade de utilização de GTs (cujo preço final e manutenção fica abaixo dos S2000 actuais), ficamos com listas de inscritos que por vezes ultrapassam as oito dezenas…nada mau!

Poderia ser um cenário algo utópico para o nosso “Nacional”, mas considerando que quer o Campeonato de Portugal de Ralis, bem como o Campeonato Open de Ralis irão manter os mesmo figurinos no próximo ano e tendo em conta que as listas de inscritos enfrentaram uma redução substancial já este ano, é algo que leva a pensar bastante no futuro…

Podem consultar o comunicado da FPAK no seguinte link:

Link

Um abraço e boas curvas!

Tiago Costa

Advertisements

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: